MPPR

27/10/2017 18:40

MPPR tem um novo procurador de Justiça

Após 26 anos atuando como promotor de Justiça – 22 deles na comarca de Londrina –, Raimundo Nogueira Soares foi empossado procurador de Justiça na sexta-feira, 27 de outubro. A solenidade, realizada no gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, reuniu familiares, amigos e colegas de diversas comarcas do estado.

Durante toda a cerimônia, presidida pelo procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia, o empossado esteve acompanhado de sua esposa, Solange, e dos filhos, Gustavo e Laura, de 10 e de 7 anos, respectivamente. Emocionado com a ascensão de um “especial amigo”, o procurador-geral de Justiça destacou o entusiasmo de empossar um promotor de Justiça “exemplar, competente e comprometido com a instituição”.

“Neste momento, o Ministério Público celebra a promoção de uma pessoa verdadeira, humana e respeitosa, absolutamente confiável, cuja atuação sempre foi discreta e muito efetiva. Reconhecendo sua invulgar contribuição para o fortalecimento institucional, em nome da Procuradoria-Geral de Justiça desejo-lhe sinceramente, todas as realizações nesta nova etapa que se inicia”, destacou.

Homenagens –
Em nome da Associação Paranaense do Ministério Público, o empossado recebeu homenagem do colega e amigo Eduardo de Mello Chagas Lima, promotor de Justiça que também atua em Londrina e com quem ingressou na instituição, em outubro de 1991. “Ao longo desses 22 anos (de atuação em Londrina), pude testemunhar seu compromisso com a Justiça, tanto na área criminal quanto na cível, não só no Ministério Público, como também no magistério. Raimundo nunca compactuou com o que não considera justo ou equânime, e jamais deixou de verberar contra injustiças dentro e fora da instituição”, destacou. Em nome dos colegas de comarca, destacou que a conversa “sempre atualizada e divertida, e seus causos da crônica esportiva”, farão falta no dia a dia da Promotoria, ressaltando o desejo de sucesso na nova empreitada.

Também colega de atuação na comarca de Londrina e de ingresso na carreira, a procuradora de Justiça Luciane Maria Duda prestou homenagem em nome do Colégio de Procuradores de Justiça. “Tive a sorte de dividir com Raimundo o trabalho do Juizado Especial Criminal de Londrina, por mais de cinco anos, e nesse período passei a admirá-lo por diversos motivos. Raimundo é uma pessoa extremamente ética e discreta. Jamais deixou de ser companheiro, dando apoio e auxiliando naquilo que estava ao seu alcance. Sua extrema inteligência, a qualidade de seu trabalho e a firmeza de seus posicionamentos também merecem destaque. E sem esgotar todas as suas qualidades, talvez das mais importantes sejam seu caráter e bondade”, ressaltou a procuradora.

Agradecimento – O novo procurador de Justiça iniciou seu discurso agradecendo as palavras dos colegas, a Deus e a presença de seus familiares, em especial da esposa, dos filhos e de seus irmãos (Zizi, Elicéia, Regi, Magda e Adilson), alguns vindos de sua terra natal, Minas Gerais. Homenageou os pais (em memória), dona Nilce e seu Gentil, e agradeceu também à “família do Ministério Público”. “O momento é mesmo de agradecimentos e de reflexão. Fazendo uma retrospectiva, penso que dei sempre o meu melhor em todas as áreas em que atuei. Cometi muitos erros, mas sempre procurando acertar. Aliás, se me perguntarem do que mais me orgulho nesse tempo todo, poderia dizer: fazer bem feito ou, pelo menos, fazer no intuito de acertar. E se me perguntarem o que penso em fazer agora, como procurador de Justiça, posso garantir: darei o meu melhor e tentarei fazer justiça, sempre”, destacou, com a humildade que lhe é característica, citada por todos os que o homenagearam durante a cerimônia.

Para finalizar, o empossado citou seu conterrâneo, o escritor mineiro Guimarães Rosa, “a mais completa tradução da mineiridade”: “Reze e trabalhe, fazendo de conta que esta vida é um dia de capina com sol quente, que às vezes custa mais a passar, mas sempre passa. E você pode ter muito pedaço bom de alegria… Cada um tem a sua hora e a sua vez: você há de ter a sua”, recitou.

Trajetória – Nascido em Jaboticatubas, município da região metropolitana de Belo Horizonte, o novo procurador de Justiça formou-se em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. Ingressou no Ministério Público do Paraná em outubro de 1991, nomeado para atuar em Medianeira. Passou pelas comarcas de Salto do Lontra, Dois Vizinhos, Marilândia do Sul e Telêmaco Borba antes de ser promovido, em 1995, para Londrina, comarca em que permaneceu até ser promovido ao cargo de procurador de Justiça. Em segundo grau, atuará no 5º Grupo Criminal. Além da trajetória institucional, entre 1998 e 2000, lecionou na Universidade Estadual de Londrina (UEL), e até 2002, na Fundação Escola do Ministério Público. Atualmente, também cursa o 4º ano de Comunicação Social – Jornalismo na UEL.


Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares

Posse Raimundo Nogueira Soares


30/10/2017
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.