MPPR

21/09/2017 18:10

Técnicas de investigação da Lava Jato são compartilhadas com integrantes do Ministério Público de todo o país

Entre os dias 19 e 21 de setembro, membros do Ministério Público de todo o país estiveram reunidos na sede do MP do Paraná, em Curitiba, para o “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”. Iniciada em março de 2014, a Operação Lava Jato, que está em sua 45ª fase, é a maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro já realizada no país. No Paraná, soma mais de 1,7 mil procedimentos instaurados, 97 prisões preventivas e 303 pedidos de cooperação internacional, além de 158 acordos de colaboração premiada com pessoas físicas.

O objetivo do workshop, uma iniciativa dos Ministérios Públicos do Paraná e de Pernambuco, do Ministério Público Federal (Procuradoria da República no Estado do Paraná) e da Fundação Escola do Ministério Público do Paraná (Fempar), foi promover o compartilhamento de experiências sobre técnicas de investigação no combate à corrupção adquiridas pela força-tarefa entre os membros de todos os Ministérios Públicos. Durante os três dias de programação, foram debatidos temas como técnicas de denúncia e tipologias de lavagem de dinheiro, investigação patrimonial, sigilo fiscal, bancário e telemático, notícias anônimas, relatórios de auditoria e colaboração premiada.

Programação – Na noite do dia 19, os participantes receberam as boas-vindas dos procuradores-gerais de Justiça do Paraná, Ivonei Sfoggia, e de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros, e da procuradora-chefe do Ministério Público Federal no Paraná, Paula Cristina Conti Thá. Após a solenidade de abertura, inciaram-se diversas exposições com integrantes da força-tarefa e convidados, que seguiram até a manhã desta quinta-feira, 21. Veja como foi a solenidade que marcou o início do evento.

O encerramento do evento foi realizado pelo procurador da República e coordenador da força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná, Deltan Dallagnol, e pelo procurador-geral de Justiça do MPPR, Ivonei Sfoggia, que agradeceu a equipe da Procuradoria da República e os participantes pela presença no evento. “Só tenho a agradecer a equipe da Lava Jato, com quem temos uma excelente relação, pelos ensinamentos que nos transmitiram nesse evento enriquecedor, e ao todos os presentes. É uma honra e motivo de muito orgulho para o Ministério Público do Paraná receber integrantes de todo o país que atuam diretamente no combate à corrupção, em todos os estados, de Norte a Sul. Tenho certeza que saímos melhores desse evento, renovados para trabalhar. O Ministério Público tem muito a fazer pelo nosso país e pelos cidadãos”, finalizou o procurador-geral.

Depoimentos dos participantes – Além da temática, a importância do evento se deu também pela participação de todos os estados da federação. Cada Ministério Público foi representado por procuradores e promotores de Justiça que atuam diariamente em casos de corrupção, lavagem de dinheiro, danos ao patrimônio público e em grandes investigações de desvio de dinheiro público em seus estados e em suas comarcas.

Confira, abaixo, os depoimentos de alguns participantes e, em seguida, as fotos do segundo e do terceiro dia de evento:

“Este modelo de workshop é extremamente positivo para todos os participantes, pois qualquer iniciativa que envolva troca de conhecimento é bem-vinda. São promotores e procuradores de Justiça que vivem situações peculiares na sua atuação em cada região do país e que, a partir deste evento, vão poder compartilhar esta experiência e novas técnicas de investigação que possam vir a ser empregadas. Foi muito gratificante poder fazer parte desta iniciativa”.
Carlos Fernando dos Santos Lima, procurador regional da República e membro da Força-Tarefa da Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná.

“O tema é tão relevante que conseguiu reunir mais de duzentos promotores do Ministério Público brasileiro. As palestras ministradas pelos procuradores da força-tarefa da Lava Jato significam uma oportunidade rara para qualquer operador do Direito da área criminal. São conhecimentos que permitem que saiamos daqui fortalecidos, uma vez que voltaremos para Alagoas tendo aprendido técnicas que permitirão uma atuação mais inteligente e eficaz no desenvolvimento das ações de combate ao crime organizado, notadamente aqueles praticados por agentes públicos em detrimento do dinheiro público. É um ilícito penal cujo reflexo atinge diretamente a população mais carente.”
Antônio Luiz dos Santos, promotor de Justiça e coordenador do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público de Alagoas.

“O evento foi um momento único na história dos Ministérios Públicos e uma oportunidade única de aprendizado, conhecimento, integração, de compartilhamento de informações e de experiências. Eventos como esse só engrandecem tanto os Ministérios Públicos como os profissionais que nele atuam, com a bagagem que levamos para os nossos estados e que poderemos aplicar em nossas comarcas, muitas delas de interior, às vezes pequenas cidades. Eventos como esse abrem muito os nossos olhos acerca do enfrentamento do grande mal que é a corrupção em nosso país.”
Frederico Guilherme de Fonseca Magalhães, promotor de Justiça e integrante do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público de Pernambuco.

“A relevância do evento consistiu na indicação prática das ferramentas usadas e aprovadas e que servirão para aperfeiçoar os métodos de trabalho já utilizados nos Ministérios Públicos. E o formato do evento como workshop, com exposições de caráter predominantemente prático, de vivência, com a apresentação de procedimentos já utilizados e que produziram resultados, se torna uma ferramenta importante para reforçar a capacidade de investigação dos Ministérios Públicos estaduais.”
Leonir Batisti, procurador de Justiça e coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Paraná.

“A experiência foi muito importante e permitirá que repliquemos as informações debatidas durante o workshop em nosso estado. Foi um enriquecimento para todos que participaram. Ao retornar para Pernambuco, espero poder compartilhar o aprendizado com os colegas que não puderam participar.”
Ricardo Figueroa, procurador de Justiça e coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Recife, em Pernambuco.

“O curso feito em Curitiba é de grande valia para os membros do MP de Alagoas. Estamos discutindo técnicas avançadas de investigação, de rastreamento de dinheiro, que serão muito importantes no combate à corrupção, à sonegação de impostos e à lavagem de bens.”
Cyro Blatter, promotor de Justiça e coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica e Conexos do Ministério Público de Alagoas.

“Foi muito interessante observar as técnicas de investigação, quais as melhores estratégias para investigar o patrimônio das empresas, ocultação de patrimônio e cruzamento de informações. Para nós [do MPT], que trabalhamos principalmente no combate às fraudes trabalhistas, foi extremamente importante poder ter acesso a diversos mecanismos que podemos aplicar na prática, reforçando nossa atuação na defesa dos direitos dos trabalhadores.”
Carolina Mercante, procuradora do Ministério Público do Trabalho do Distrito Federal

“O curso foi muito bom pela qualidade das informações repassadas, mas o ponto alto, para mim, foi essa oportunidade de aproximação entre os diversos Ministérios Públicos, para que a gente possa trocar informações, experiências e conhecer as estruturas de combate à corrupção, essencial para que tenhamos um desempenho mais eficiente na área. Os ensinamentos e a experiência dos colegas servirão para aprimorar nossa atuação no uso de cada uma das técnicas já utilizadas nas investigações.”
Leandra Flores, promotora de Justiça e coordenadora do Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa de Guarapuava, no Paraná.

Fotos do segundo dia de evento (20/09)

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

 “I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção”

Fotos do terceiro dia de evento (21/09)

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção

I Workshop Experiências da Força-Tarefa Lava Jato: técnicas especiais de investigação para o enfrentamento da corrupção


Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério Público Federal do Paraná
21/09/2017
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.