MPPR

10/04/2017 11:30

Integrantes do MPPR têm acesso exclusivo a indicadores econômicos e sociais levantados pelo Ipardes

Evento IpardesEm dez anos, o Paraná avançou em vários indicadores econômicos e sociais, com aumento na expectativa de vida da população, no nível de instrução e na renda per capita, bem como com a redução na proporção de pessoas pobres e da taxa de analfabetismo. Apesar disso, o estado segue com vários desafios para superar situações de desigualdade social em todas as regiões, notadamente no Vale do Ribeira e na Região Central, áreas que, juntas, somam 93 municípios. Os dados são da versão 2016 do estudo Os Vários Paranás, do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), e foram apresentados nesta terça-feira, 11 de abril, em primeira mão, a membros e servidores do Ministério Público do Paraná, durante evento realizado pela Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos de Planejamento Institucional (Subplan), com apoio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf).

Publicado originalmente em 2006, o levantamento traz dados estatísticos abrangentes a respeito de indicadores econômicos e sociais e é uma das principais referências para a definição de políticas e ações do Governo do Estado e municípios. A apresentação, feita por técnicos do Ipardes, foi realizada a partir de parceria entre o instituto de pesquisa e o MPPR. Foi a primeira exposição pública do estudo, que divide o Paraná em nove regiões, ajustadas em um perfil exclusivo, de acordo com características econômicas e a localização das cidades. Também são aferidos indicadores para cada um dos 399 municípios paranaenses.

Evento IpardesIntervenção institucional – Representando a Procuradoria-Geral de Justiça no evento, o promotor de Justiça Willian Buchmann, assessor da Subplan, destacou a importância do estudo como ferramenta para o trabalho dos integrantes do MPPR, que se preparam para rediscutir o planejamento institucional, previsto na Gestão Estratégica do Ministério Público do Paraná (Gempar 2018). “As transformações sociais que o MP deve promover demandam essa simbiose de áreas, daí a importância de parcerias como essa com o Ipardes, para o acesso a indicadores que são fundamentais para o planejamento da intervenção institucional”, disse.

A diretora do Departamento de Planejamento e Gestão da Subplan, Denise Ratmann Arruda Colin, também reforçou esse fato, destacando que o material agora será analisado em profundidade. “A Subplan vai discutir as conclusões do estudo, junto com os Centros de Apoio e os promotores de Justiça. A ideia é, a partir dos indicadores de cada município, oferecer um impacto qualificado da atuação institucional perante a sociedade, em todas as comarcas”, resumiu.

Apresentaram o levantamento o coordenador do Núcleo de Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente do Ipardes, Roberto Carlos de Oliveira da Silva, e Sandra Terezinha da Silva, pesquisadora do instituto.

A prévia do levantamento pode ser acessada aqui. A íntegra da publicação será editada em maio e disponibilizada a todos os integrantes do MPPR.

Os Vários Paranás: as espacialidades socioeconômico-institucionais definidas no estudo do Ipardes

- Primeiro Espaço Relevante: com a maior concentração populacional e atividades econômicas diversificadas, soma 40 municípios, incluindo a capital e a Região Metropolitana de Curitiba.

Eevento Ipardes

- Segundo Espaço Relevante: polarizado por Londrina e Maringá, reúne 74 cidades e, nos últimos anos, teve ampliação de municípios relevantes economicamente.
Evento Ipardes

- Terceiro Espaço Relevante: tem como polo Cascavel, com vetor de desenvolvimento no sentido de Toledo e Marechal Cândido Rondon, integra 49 municípios e se destacou na expansão de atividades econômicas ligadas à produção agroindustrial.
Evento Ipardes

- Espaço Especializado Centro-Oriental: com apenas nove cidades, sendo a maior Telêmaco Borba, destaca-se pela atividade papeleira e grande vulnerabilidade social.
Evento Ipardes

- Porção Noroeste: tem como polos Cianorte, Umuarama e Paranavaí e reúne 62 municípios, tendo as indústrias alimentar e têxtil como destaques.
Evento Ipardes

- Porção Sudoeste: com 36 cidades, com polo formado por Pato Branco, Francisco Beltrão e Dois Vizinhos, tendo a estrutura produtiva focada na indústria alimentar, especialmente na criação e abate de aves.
Evento Ipardes

- Norte Pioneiro: polarizado por Cornélio Procópio e Jacarezinho, soma 22 municípios, com elevado índice de idosos e perda de população.
Evento Ipardes

- Porção Central e Vale do Ribeira:
as duas regiões têm os maiores índices de vulnerabilidade do Paraná. A primeira tem como polos Guarapuava e Campo Mourão e reúne 87 cidades, que têm melhor desempenho na indústria leiteira; a segunda, com apenas seis municípios, destaca-se na indústria extrativista de minérios.
Evento Ipardes

12/04/17
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.