Criminal

08/08/2018

Primeiro caso de feminicídio analisado pelo Tribunal do Júri de Pérola leva à condenação de homem que matou mulher com uso de meio cruel

O Tribunal do Júri de Pérola, no Noroeste paranaense, condenou a 23 anos de prisão homem que matou a mulher com quem tinha um relacionamento extraconjugal. O crime aconteceu em março deste ano e, de acordo com a denúncia apresentada pela Promotoria de Justiça da comarca, foi cometido com uso de meio cruel. O autor do crime, sustenta a denúncia, matou a vítima com espancamento e golpes de faca quando ela ameaçou contar ao marido que estava mantendo um relacionamento com o réu.

O Ministério Público pediu a condenação por homicídio triplamente qualificado (por feminicídio, uso de meio cruel e motivo torpe). Preso atualmente na Delegacia de Polícia de Pérola, o réu, de 25 anos, deverá cumprir a pena em regime fechado.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4249

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem