MP no Rádio

10/07/2018

Reconhecimento de paternidade é tema de entrevista

O reconhecimento de paternidade é um tema da área do Direito de Família que costuma gerar muitas dúvidas. Só no Ministério Público do Paraná, de março de 2017 a março deste ano, os promotores de Justiça, em todo o estado, atenderam 2.676 pessoas que buscaram a instituição com questões nesta área. São dúvidas como: quem pode reconhecer o filho? O que fazer caso o suposto pai negue a paternidade? E quando há uma negativa em relação ao teste de DNA?

Para falar de reconhecimento de paternidade e buscar responder a algumas dessas perguntas, recebemos nesta semana no MP no Rádio o promotor de Justiça André Vieira Saraiva de Medeiros, que atua na área de Família.

Clique aqui para baixar o bloco um (7min07s) e aqui para o bloco dois (9m25s). Também é possível fazer o download em bloco único, clicando aqui (15min35s). Se você quer somente ouvir o programa, clique aqui.

André Saraiva

LGBTI – O MP no Rádio tratou na edição da semana passada dos direitos da população LGBTI, sigla que inclui lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e pessoas intersexuais, e também da violência enfrentada por essa parcela da população. O entrevistado foi o promotor de Justiça André Luiz de Araújo, que é responsável pelo Núcleo de Promoção dos Direitos de Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção aos Direitos Humanos do Ministério Público do Paraná. Clique aqui e acesse a conversa.

Gratuito – O programa MP no Rádio é uma produção do Ministério Público do Paraná, em parceria com a Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp), e pode ser veiculado gratuitamente por qualquer emissora. O programa também pode ser editado, desde que mantido no contexto e devidamente creditado.

Contato – Para envio de sugestões (inclusive temas de pauta), críticas e comentários sobre os programas, o contato é o e-mail mpnoradio@mppr.mp.br ou os telefones (41) 3250-4469 e (41) 3250-4249.

Recomendar esta notícia via e-mail: