Patrimônio Público

07/02/2018

Em resposta à denúncia oferecida pelo MPPR, Justiça condena ex-vereador e ex-assessor parlamentar de Foz do Iguaçu pelo crime de peculato

A 2ª Vara Criminal da Comarca de Foz do Iguaçu, no Oeste do estado, condenou um ex-vereador e um ex-assessor parlamentar do município, na gestão 2013-2016, pela prática do crime de peculato (desvio de recursos por agente público para proveito próprio). A sentença foi proferida na última terça-feira, 6 de fevereiro, em resposta à denúncia oferecida pelo Ministério Público do Paraná. As penas impostas, que deverão ser cumpridas em regime semiaberto, foram de seis anos e dois meses de reclusão, no caso do ex-parlamentar, e de cinco anos de reclusão para o ex-assessor.

Apuração da 6ª Promotoria de Justiça de Foz do Iguaçu comprovou que, no período de junho de 2013 a agosto de 2014, os dois acusados mantiveram acordo a partir do qual o então assessor repassava, mensalmente, percentual de seu salário ao vereador, sendo essa a condição para sua nomeação ao cargo na casa legislativa. Ao todo, foram desviados R$ 51.530,22 a partir do conluio criminoso. Aos dois réus também foi imposta a pena de pagamento de multa.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Ministério Público do Paraná
(41) 3250-4264

 

 

Recomendar esta notícia via e-mail: